A importância que tem a vida brahminica – Boletim 020 Junho 2012

Queridos leitores:

Hoje eu quero refletir com vocês sobre a importância que tem a vida brahminica, o impacto social dos brahmanas e a relação do Senhor Krishna com eles. A escola de Srila Prabhupada é um centro de treinamento de brahmanas, de líderes conscientes para a humanidade; a consciência brahminica é para ser compartilhada com todos e assim oferecer mais vida ao serviço de Deus.

Um brahmana é conhecido por suas qualidades. Um brahmana não é um brahmana por nomeação, um sanyasi não é sanyasi por nomeação, o líder de uma templo não é líder por nomeação e o mestre espiritual não é mestre espiritual por nomeação. Um é o que é, e deve se qualificar para ser o que quer ser, o que significa que nossas atividades devem ser orientadas pelo ideal de levá-los à perfeição. A perfeição é o amor, não existe amor sem desejo e a intenção de fazer as coisas com a máxima dedicação. O Senhor Krishna é muito claro no Bhagavad-Gita quando se refere, claramente à perfeição da vida espiritual.

O processo de Bhakti Yoga é baseado no amor, amor significa dedicação, ou seja, fazer todo o esforço para chegar mais perto da perfeição. As qualidades de um brahmana são suportados em intenção e natureza de suas ações, por isso é muito importante a qualidade do serviço realizado como uma oferenda a Deus. Pode ser que nossas tentativas tenham falhas externas, mas o amor e a entrega interna vão priorizar. Temos a intenção de aplicar a perfeição em tudo o que fazemos, o ser negligente apenas diminui a importância a isso, isso significa que não há amor por aquilo que estamos fazendo nem pelo processo que praticamos.

A cultura védica é muito refinada, é uma cultura de adoração, e nela tudo é culto: o culto a poesia para Deus, o culto a decoração para Deus, o culto da pregação e a publicação dos livros transcendentais, o culto a dedicar-se com muito amor a todas as almas que estão buscando a Deus. As palavras culto e cultura estão intimamente relacionadas, de modo que para um brahmana a coisa mais importante é a cultura, ou seja, ser adoradores, cultos e responsáveis. Devemos cuidar de cada detalhe, tentando fazer as coisas com perfeição e com amor, porque mediante a perfeição do serviço devocional, podemos alcançar a Meta Suprema, o darshan de Krishna, o encontro com Deus. O processo é cantar Hare Krishna e executar a arte da devoção à perfeição.

Um brahmana deve se esforçar para desenvolver qualidades, não apenas tentando imitar, mas compreender o que é preciso. Enquanto o processo começa com a imitação das boas qualidades do mais avançado, a nossa tentativa deve ser direcionada para o entendimento, lutando para capturar a verdadeira essência das coisas e não apenas copiando atitudes externas. Os brahmanas são a cabeça da sociedade, eles são os líderes e protetores do mesmo, são os brahmanas que devem orientar todas as partes que compõem o sistema social. Ele deve ser capaz de compartilhar claramente o objetivo a seguir e o caminho que nos leva a este, porque através do brahmana fala o guru parampara, as escrituras e a Verdade Suprema.

Devemos concentrar nossos esforços em educar-nos e qualificar-nos como brahmanas. Devemos educar aqueles que estão perto de nós e os que estão sob nossos cuidados. Eles serão os líderes espirituais do futuro. A Consciência de Krishna é uma escola para Brahmanas que treinam as pessoas para deixar este mundo e voltar para Deus, de volta para casa. Esse é o objetivo de nossos dias.

Um brahmana tem uma enorme responsabilidade, uma dedicação espiritual, uma entrega contínua para os outros, independentemente das condições externas. No amor divino se mostra que Radharani é a maior figura de entrega e devoção. Ela representa o refúgio (asraya) e expande seu refúgio a outros seres vivos. Assim como o Senhor Supremo distribui Seu amor por toda a criação, um brahmana deve amar de modo justo para todos igualmente. A equanimidade é uma das características fundamentais do brahmana, é imparcial para o dia e a noite, a dor e a alegria, a honra e a desonra, a saúde e a doença. Desta forma, iremos fornecer refúgio digno aos outros, porque quando fazemos algo para os outros do nosso coração não esperamos receber apreço por ele, pois é feito de forma espontânea pelo compromisso de amor que temos.

Assim, podemos entender que a Consciência de Krishna, ou consciência brahminica exige grandes responsabilidades, porque não é só transmitir conhecimento, mas deve ser uma assimilação deste na vida cotidiana e, claro, reflete no relacionamento com quem temos ao nosso redor. Como estudantes de Bhakti Yoga estamos em constante treinamento para nos tornamos dignos de oferecer abrigo para os outros. Precisamos qualificar-nos a serviço de Deus e guiados pelo mesmo espírito da perfeição, sempre muito ansiosos para passar todos os exames e testes para chegar. Pois a vida brahminica é vida de aprendizagem, quando parares de aprender é quando você começa a envelhecer.


Essa é a mensagem, nunca perder o entusiasmo e sempre dar o seu melhor para tornar as coisas perfeitas como uma oferenda de vida a Deus.

Me despeço como um servidor de todos vocês
Com afeto

Swami B. A. Paramadvaiti.