Crescimento Espiritual

Meus queridos amigos e amigas da alma, a vida espiritual é para crescer. Aqui no mundo material tudo cresce e desaparece, mas a alma espiritual e seu progresso espiritual nunca vão desaparecer ou perder. Neste processo de crescimento sempre alguém tem que liderar. Todos os carros têm um motorista, até para bicicletas, que dizer dos aviões.

Isso significa que quando algo está se movendo alguém tem que assumir a responsabilidade de onde você está indo para mover o assunto. E como lidar com muitos talentos extraordinários que cada um de vocês tem? Cada um com a sua independência, com sua criatividade e sua necessidade de recursos para desenvolver, é uma tarefa muito difícil para o qual devemos sempre buscar, novas maneiras de envolver e fazer com que todos se sintam satisfeitos.

No esforço para melhorar e estabelecer o que as pessoas querem fazer, se cruzam um pouco dos interesses de um ou outro, esfregam como os bambus ao vento. Você sabe o que fazem os bambus no vento? se esfregam, se esfregam, e de repente um incêndio na floresta. Ninguém queria fazer, mas é algo que se cria porque de uma certa maneira nos não aprendemos a trabalhar em conjunto. Vocês sabem, até mesmo os irmãos brigam quase que diariamente, mas esses atritos da vida existem e um tem que aprender a superá-los em harmonia com um super equilíbrio. O problema é que neste mundo somos hipersensíveis com nós mesmos, mas muito brutos com os outros, basta olhar para nós estranho e já nos ressentimos, criamos paredes, nós afastamos, reagimos exageradamente, mas quando falamos com outras pessoas somos rudes até ao máximo, por não dizer brutos. Por que esse paradoxo? Este paradoxo nos obriga a prestar atenção aos detalhes.

Se você não quer dar conta que o mundo é um acúmulo de detalhes e que cada detalhe é significativo, então você não entende o que é a vida. Não se pode ser superficial, em nenhum momento e em nenhuma situação, pelo contrário, deve-se ser cuidadosamente atento aos detalhes que você faz. Esses detalhes são o que nos fazem crescer ou cair. Nós nem sempre somos conscientes dos efeitos que causamos ao atuar, é por isso que devemos atender com amor a todos os detalhes, se não vemos depois que as nossas coisas não progridem porque não temos sido cautelosos e cuidadosos.

Necessitamos rever continuamente as metas da comunidade, há um plano mestre que fazemos tudo isso, e depois temos que ver quem está assistindo, que isto se faça realidade, alguém que está pendente que isto é real. Esta tarefa é difícil, falamos de um grupo de pessoas que devem ser amorosas, determinadas. A comunicação é o principal, sentar todas as manhãs com a comunidade e falar: como estamos avançando, como estamos progredindo e com muito amor, incentivar ao grupo completo.

Aquele que pensa que não precisa dos outros está iludido, aquele que pensa que a única coisa importante é seu trabalho, também está enganado, aquele que não assiste as reuniões também está em ilusão. Nunca devemos esquecer que a maior preocupação para nós é ser humildes e se queremos ser líderes é somente porque queremos servir, não tem que ter uma posição importante, o líder é o melhor servente. Nossos lideres são os melhores serventes. Porque nos interessa ser serventes, colocamos sobre o alto os que são mais humildes, aos que são mais renunciados​, aos que são simples, a eles nos os colocamos sobre nossas cabeças para algum dia poder sermos como eles, porque ao tomar essa posição a verdade é revelada no nosso coração.

Jamais alguém vai entender essas verdades sendo orgulhoso ou se queremos nos aproveitar dos outros, isso é extremamente delicado. Quando alguém vai para o trabalho em uma empresa somente se compromete a trabalhar certas horas do dia, nada mais, quando alguém vem para a Consciência de Krishna, estamos pedindo que entregue o seu coração, que entregue sua vida, então, é uma grande responsabilidade, quando uma pessoa se torna um pai ou uma mãe com essas pessoas que estão vindo.

Todos somos líderes, nascemos para ser líderes, nascemos para ser responsáveis ​​e ninguém está excluído. As perguntas práticas que surgem neste campo são, Como podemos servir melhor? Como podemos nos sentir melhor? Como podemos realizar o nosso serviço melhor ? Este é o único critério que há e que a única forma de realmente crescer é em harmonia.