Ser tolerante e colaborador

Queridos amigos, quero explicar-lhes neste boletim acerca do fenômeno ao que se chama absorção, este é um dos principais problemas para a cooperação e convivência harmoniosa das pessoas neste mundo. Resulta triste quando uma pessoa se torna absorta, porque significa que se põe em uma posição muito importante e não dá importância aos demais, sendo a causa de muita contaminação mental, e quando uma pessoa vê que outra pessoa não têm a mesma visão absorta em um, cria uma espécie de desgosto, isto surge porque não pode ver as necessidades dos demais e vive explorando as demais, na natureza e ao mundo.

Essas pessoas não aguentam escutar que existe algo mais importante que elas mesmas e se chama Krishna e isto é tão perigoso que destrói a vida espiritual e o único que te pode salvar é Paramatma porque é tão misericordioso que não abandona a alma condicionada, Paramatma toca tua porta e diz: “Não vê que estas sozinho? Quanto tempo queres estar nesta prisão? Nesta ilusão criada por ti?”.
Este é o incentivo que necessitamos, o entusiasmo faz com que um se determine ao serviço devocional. Srila Prabhupada disse: “Um está aqui para tolerar”.

Recordem que se deve começar o dia reverenciando aos demais, não podemos nos tornar pessoas sem critério, temos que participar ativamente e tomando conta das dificuldades que surgem e ao mesmo tempo ter a submissão e obediência de poder tolerar que não estou só no planeta, estou com muitas pessoas a meu ao redor e devo ser humilde e colaborador sem me isolar do mundo, como as pessoas ricas com suas casas de alta segurança onde já ninguém vai, totalmente absortos com este veneno.

Há uma pequena verdade, tu tens que cuidar-te a ti, mas compartilhando. O matrimonio existe para aprender a compartilhar, para tolerar. A verdade é que quando uma pessoa abre seu coração e quer servir a Krishna, é ai onde começa tua tarefa como alma espiritual, de cuidar de teu progresso, para não ser absorvido. Se rompe do muro do ego que nos rodeia, amolece o coração e se dá conta dos outros sem se fechar dentro de uma bolha.

Bhaktivinoda Thakur disse: “As vezes a vida com os devotos parece insuportável. Suporte igual. Porque o mais provável é que quando sintas que algo é insuportável é porque você mesmo é o insuportável; agradeça aos devotos por ter paciência e tolerar”. Srimati Radharani é o exemplo primordial.
Srila Sridhar Maharaj disse: “Quando vejas tuas próprias coisas ruins, atrairás coisas boas”.

Podes abandonar tudo menos a generosidade, austeridade e sacrifício, esse é o ensinamento brahminico que mantêm uma sociedade.
Faça o que queira, mas faça-o para Krishna e sobre os parâmetros do Guru. Paramatma não abandona nenhuma alma por muito contaminada que esteja, e se encontra detrás de tudo na vida, de todas as decisões e sem sua misericórdia não se pode fazer nada.

Consciência de Krishna está onde se faz planos ativos de expandir as glórias do Santo Nome, planos concretos para difundir a visão espiritual e atrair devotos aos templos, ao kirtan e prasadam, tudo depende de onde se faz e o que há que fazer.

Todos aqueles absortos descem do trono e chegam aos pés dos Vaisnavas. Este é o convite de Sri Krishna.
Com todo meu afeto me despeço de vocês, esperando que esta mensagem do amor universal chegue a seus corações.

Swami B.A. Paramadvaiti